Tags

, ,

E como última parte…..

Desta vez não saiu de acordo com os conformes a formatação do texto, tentei editar e nada, algumas palavras podem estar juntas =/, mas creio que o que importa mesmo é a informação =). Se estiver muito ruim para ler, me informem que refaço o post, adicionei também o Simulado original que escrevi no Word ao final do post.

Ontem fiquei sem internet de noite, por isso somente hoje o post, de qualquer forma segue o simulado da prova 102 da LPI, espero que apreciem.

Questões 102

1. Ao executar um cliente de FTP em modo texto, qual comando obtém múltiplos arquivos? Marque um.

a)      get *.txt

b)      retrive *.txt

c)       mget *.txt

d)      mretrieve *.txt

e)      get -m *.txt

2. Quantos hosts podem existir em uma subrede com máscara 255.255.255.128?

a)      512

b)      256

c)       128

d)      127

e)      126

3. Considere o seguinte script, armazenado em um arquivo com os modos de execução apropriados:

#!/bin/bash

for $v1 in a1 a2

do

echo $v1

done


a)      in a1 a2

b)      a1 a2

c)       $v1 $v1 $v1

d)      Não é produzido saída, mas o script executa com sucesso.

e)      Não é produzido saída, porque o script possui um erro.

4. Alex deseja se proteger da possibilidade de subscrever arquivos inadvertidamente quando copiá-los, de modo que deseja criar um alias de cp para prevenir a subscrita. Como ele deveria fazê-lo? Selecione uma opção.

a)      Colocar alias cp=’cp -‘ em ~/.bashrc

b)      Colocar alias cp=’cp -i’ em ~/bash_profile

c)       Colocar alias cp=cp-p’ em ~/.bashrc

d)      Colocar alias cp=’cp -p’ em ~/bash_profile

e)      Colocar alias cp =’cp -I’ em ~/.bashrc

5. Onde os wrappers TCP são configurados e onde são habilitados?

a)      Configurado em tcpd.conf, habilitado em tcpd.conf

b)      Configurado em inetd.conf, habilitado em inetd.conf

c)       Configurado em hosts.deny e hosts.allow, habilitado em inetd.conf

d)      Configurado em inetd.conf, habilitado em hosts.deny e hosts.allow

6. Qual das seguintes é uma entrada válida em /etc/fstab para uma montagem NFS remota a partir do Server fs1? Marque uma.

a)      fs1:/proc /mnt/fs1 nfs defaults 9 9

b)      /mnt/fs1 fs1:/proc nfs defaults 0 0

c)       fs1:/home /mnt/fs1 nfs defaults 0 0

d)      /mnt/fs1 fs1:/home nfs defaults 0 0

e)      /home:fs1 /mnt/fs1 nfs defaults 0 0

7. Quais dos seguintes programas exibem informações DNS de um host? Marque todos os que se aplicarem.

a)      host

b)      nslookup

c)       nsstat

d)      dig

e)      ping

8. Qual das seguintes afirmativas sobre o protocolo ICMP não é verdadeira? Marque uma.

a)      ICMP é do tipo sem conexão.

b)      ICMP fornece controle de fluxo de rede.

c)       ICMP também é conhecido como UDP.

d)      ICMP é usado por ping.

9. Durante a comunicação de duas vias que ocorre durante um script de chat usando para se iniciar o PPP, com quem chat está se comunicando? Marque uma opção.

a)      O daemon pppd.

b)      O servidor PPP.

c)       O kernel.

d)      O modem.

e)      O daemon syslogd.

10. Qual arquivo é usado para se configurar o Sendmail? Inclua o caminho (PATH) completo.

11. Qual das seguintes afirmativas é verdadeira a respeito dos arquivos de configuração do BIND v4 e BIND v8? Marque um.

a)      As informações no geral são as mesmas, mas a sintaxe é diferente.

b)      A sintaxe no geral é a mesma, mas as informações são diferentes.

c)       As duas versões de BIND usam o mesmo arquivo de configuração.

d)      O BIND v4 usa um arquivo de configuração binário, em vez de modo texto.

e)      O BIND v8 usa um arquivo de configurações binário, em vez de modo texto

12. Qual das seguintes opções representa uma sequência válida de comandos para se compilar e instalar um novo kernel? Marque uma.

a)      make modules_install; make modules; make bzImage; make clean; make deop

b)      make deop; make clean; make bzImage; make config; make modules; make modules_install

c)       make config; make dep; make clean; make bzImage; make modules; make modules_install

d)      make config; make bzImage; make dep; make clean; make modules; make modules_install

e)      make dep; make clean; make bzImage; make modules; make modules_install; make config

13. Qual o arquivo armazena informações de configuração usadas durante o processo de compilação do kernel?

a)      /usr/src/linux/config

b)      /usr/src/linux/.config

c)       /usr/src/linux/kernel.conf

d)      /etc/kernel.conf

e)      /etc/sysconfig/kernel.conf

14. Qual dos seguintes não é o nome de um arquivo de configuração do Apache? Marque um.

a)      httpd.conf

b)      html.conf

c)       srm.conf

d)      access.conf

e)      apache2.conf

15. Como um usuário não-privilegiado pode configurar o sendmail para reenviar um e-mail para outra conta? Marque uma opção.

a)      Adicionando uma nova entrada em /etc/aliases

b)      Criando um arquivo .forward contendo o novo endereço

c)       Criando um arquivo .alias contendo o novo endereço

d)      Criando um arquivo sendmail.cf contendo o novo endereço

e)      Não é possível reenviar e-mail sem a assistência do administrador

16. Qual afirmativa é verdadeira a respeito da configuração de uma impressora em uma máquina Windows? Marque uma.

a)      Ela pode ser configurada como uma impressora conectada á rede através do TCP/IP.

b)      O filtro de entrada deve ser definido como smbprint.

c)       A impressora do Windows precisa ser compatível com PostScript.

d)      A diretiva rp precisa ser usada no arquivo printcap.

e)      O Linux não é capaz de imprimir em impressoras do Windows.

17. O que este pequeno trecho do arquivo de configuração diz ao daemon do Samba? Selecione uma opção.

[home]

path = /home

guest ok  = yes

writable = yes


a)      A localização do software Samba está baseada em /home.

b)      Uma impressora chamada home usa /home como diretório de spool.

c)       Um compartilhamento chamado home se localiza em /home e pode ser escrito por usuários autenticados.

d)      Um compartilhamento chamado home se localiza em /home e pode ser escrito por qualquer usuário.

e)      Um compartilhamento chamado home, do sistema remoto guest, será montado em /home.

18. Complete o comando abaixo com o argumento correto:

select count(*) from _____

19. Qual o protocolo utilizado na porta padrão 139?

20. O usuário joão não consegue efetuar login no sistema, o mesmo aponta que sua senha e seu usuário estão corretos, consegue utilizar recursos do samba com a senha, porém não consegue obter o Shell para a utilização. Observando o trecho do arquivo /etc/passwd podemos notar que:

joao:*:106:106:Usuario João:/home/joao:/dev/null


a)      O usuário joao não tem uma senha definida conforme o * no segundo campo.

b)      A sintaxe do trecho em /etc/passwd está errada.

c)       Não há Shell definido para o usuário conforme o campo /dev/null.

d)      O caracter “:” está faltando para fechar o trecho do arquivo.

e)      Nenhuma das alternativas.

Gabarito 102

1. c. Os clientes FTP utilizam o mget seguido do file glob “*” que significa na questão, quaisquer arquivos com a extensão .txt.

2. e. Para facilitar na conta caso não tenha fundamentos de rede, subtraia o 128 (último bit) de 256 (máximo), o resultado será 128, isto significa que você terá 2 redes de 128 endereços, porém não responde a pergunta ainda, para saber quantos hosts válidos diminua o valor por 2, ficando 126, os 2 da subtração são separados 1 para endereço de Broadcast e outro para o endereço de rede.

3. e. O script possui um erro, e não produzirá a saída esperada. No laço “for”, a variável não pode conter o $ (cifrão), retirando o $ o script seria corrigido e executado.

4. a. A opção -i do comando cp deve ser utilizada para que seja pedido interação nas cópias, o mesmo deve ser incluído em .bashrc, pois .bash_profile normalmente não contém alias, e sim variáveis de ambiente.

5. c. Os arquivos hosts.deny e hosts.allow contém informações de configuração para os wrappers TCP, permissões por exemplo. Mas não serão usados caso o serviço não esteja definido em inetd.conf.

6. c. Sempre virá o “servidor:diretório” + “ponto de montagem”sistema de arquivos”opções” , o erro mais comum é interpretar os últimos números acima de 2 ou diretórios errados como na questão a, que trata-se do ponto de montagem temporário /proc.

7. a, b e d. Muitos esquecem que o comando host também exibe informação DNS de um host específico, atente-se aos detalhes.

8. c. Mesmo que o ICMP e UDP sejam do tipo sem conexão, são protocolos diferentes.

9. c. O script de chat onde utiliza os parâmetros ATZ entre outros, a comunicação é diretamente com o modem e não com o serviço PPP ou seu daemon, lembre-se disto.

10. /etc/sendmail.cf

11. a. A versão 8 do BIND possui uma configuração mais moderna e mais modular, porém as informações passadas são as mesmas.

12. c. Para sair da dúvida quando ver diversos comandos para compilar, lembre-se que ao final os módulos deverão ser instalados e construídos anteriormente, e antes dele criado a imagem do kernel e como primeiro comando deve-se montar o arquivo de configuração para compilar o kernel.

13. b. O arquivo de configuração deve ficar pela normal na árvore /usr/src/linux, sendo que o arquivo é oculto, por isso o “.”.

14. b. Por mais que em novas versões os arquivos srm.conf e access.conf algumas vezes são incorporadas no arquivo de configuração principal (httpd.conf, apache.conf ou apache2.conf), o arquivo html.conf não faz parte dos arquivos do Apache.

15. b. O arquivo deve ser criado em seu diretório home (diretório inicial) contendo somente o e-mail a ser encaminhado.

16. b. O filtro smbprint fornecido pelo Samba é o responsável para que seja possível a impressão em impressoras no Windows.

17. c. O nome do compartilhamento é definido pelos “[]”, o caminho do diretório pela opção “path”, a opção “guest ok = yes” torna o diretório público para acesso de qualquer usuário e finalmente a opção “writable = yes” define que poder haver escrita no diretório.

18. table. O comando irá fazer a contagem de certa tabela, sempre que o argumento for “from” a mesma deve conter uma tabela.

19. NetBIOS.

20. c. A última opção define se o usuário terá ou não um Shell, o problema poderia ser corrigido alterando a linha para /bin/bash.

Finalizamos aqui então o Especial Resumo LPIC-1, pelo contador de acesso vi que a informação foi bem proveitosa, porém não houve comentários de 111 que passaram por ontem e 102 no primeiro dia, mas de qualquer forma fico contente pela visita de todos e de saber que de certa forma estou contribuindo para cada um que lê.

Nosso outro autor “Fábio Rohem” está começando a criar o especial da prova da Microsoft, porém não há previsão para o mesmo , mas aposto que será muito útil á todos vocês.

Amanhã retomo a escrita do curso do Spiceworks que concerteza sairá sua parte 4 iniciando finalmente o Inventário do Spiceworks.

Obs: Para ajudar na visualização do post que não está legal na formatação em minha opnião, deixo o simulado da parte 2 e 3 neste LINK.

Desejo á todos um ótimo final de semana.

Forte abraço.

Att.
Heitor Lessa

Anúncios